Psicóloga analista de fiscalização do CRP-23 participa da Reunião Ampliada sobre Práticas Emergentes na Psicologia

WhatsApp Image 2019-04-17 at 11.30.30

 

A psicóloga analista de fiscalização do CRP-23, Lais Karolinny, esteve em Brasília no dia 12 de abril onde representou o regional durante a Reunião Ampliada sobre Práticas Emergentes na Psicologia. 

O encontro, que reuniu fiscais e/ou membros das COFs de todos os Conselhos Regionais de Psicologia, aconteceu com o objetivo de discutir a temática no âmbito do Sistema Conselhos e elaborar critérios para a regulação das práticas emergentes na psicologia, conforme encaminhamento da  Assembleia de Políticas, da Administração e das Finanças (Apaf) de 2017.

Lais Karolinny explica que as práticas emergentes na psicologia podem ser entendidas como aquelas que as(os) psicólogas (os) começam a aplicar como novas ferramentas de trabalho e que não necessariamente vieram da psicologia, mas podem apresentar bons resultados.

São exemplos de práticas emergentes na psicologia as PICs (Práticas Integrativas e Complementares), que são práticas terapêuticas que foram incorporadas ao rol de técnicas que podem ser utilizadas no SUS pelos profissionais de saúde.

“Atualmente existe uma grande demanda da categoria por informações sobre a possibilidade de utilizar as PICs na sua atuação, porque muitas vezes trata-se de terapias não fundamentas nas teorias psicológicas.”, argumenta a psicóloga analista de fiscalização do CRP-23.

A reunião foi coordenada pelo Grupo de Trabalho do CFP responsável pela matéria e acompanhado pela SOE (Secretaria de Orientação e Ética) do CFP.

Segundo a psicóloga Laís Karolinny, a reunião foi extremamente produtiva, uma vez que possibilitou a discussão e exposição da realidade de todos os regionais através da fala dos psicólogos orientadores fiscais.

“Após a conclusão das demandas levantadas nessa reunião, e através do trabalho do GT, será possível ter um maior direcionamento para os psicólogos no sentido das práticas emergentes da psicologia.”.

 

Comente via Facebook

Comentário(s)