CRP-23 participa da Assembleia de Delegadas e Delegados Regionais para confirmação da Consulta Nacional em Brasília

No último sábado, 5, o conselheiro presidente e o conselheiro tesoureiro do CRP-23, Arivandre Araújo Guimarães Tavares e Edgar Henrique Hein Trapp, estiveram em Brasília/DF participando da Assembleia de Delegadas e Delegados Regionais realizada com o objetivo de concluir o processo eleitoral para o Conselho Federal de Psicologia (CFP).

Segundo o conselheiro presidente do CRP-23, a representação dos Conselhos Regionais durante a Assembleia aconteceu de forma paritária, com 2 conselheiras(os) de cada CRP, totalizando 48 delegadas(os).

As(os) delegadas(os) regionais, por meio de votação, escolheram como vencedora a chapa 21 “Frente em Defesa da Psicologia Brasileira”, a mais votada pela categoria na consulta realizada no período de 23 a 27 de agosto deste ano.

A Assembleia de Delegadas(os) Regionais foi realizada em observância ao Artigo 21 da Lei Federal nº 5.766/71, segundo a qual compete à Assembleia eleger os membros do Conselho Federal e respectivos suplentes, em sessão que deve ser realizada entre 30 e 45 dias da expiração do atual mandato.

Presidiram a mesa da Assembleia de Delegadas(os) a conselheira presidente do CFP, Ana Sandra Fernandes, e a presidente da Comissão Eleitoral Especial, Iolete Ribeiro da Silva.

Ao dar início aos trabalhos da sessão, a presidente do CFP fez um importante resgate histórico da construção e opção democrática, feita há duas décadas pelo Sistema Conselhos de Psicologia, pela realização da Consulta Nacional, bem como da sua hígida legalidade.

Há 20 anos, o CFP deflagra o processo eleitoral para o pleito federal em período concomitante às eleições dos Conselhos Regionais, pautado nos mesmos princípios da publicidade, transparência e isonomia.

O objetivo é operacionalizar as condições de convocação, elegibilidade, desimpedimentos e campanha, realizando também a consulta à categoria de psicólogas(os). Dessa forma, é possível “estabelecer uma baliza de maior intensidade democrática para a eleição a ser realizada pela Assembleia de Delegadas e Delegados, que é o motivo de estarmos reunidos aqui hoje”, explicou a presidente Ana Sandra.

Em seguida, a presidente do CFP passou a palavra à presidente da Comissão Eleitoral Especial (CEE), Iolete Ribeiro da Silva, que apresentou os resultados da Consulta Nacional 2022, orientou como proceder a votação por meio do sistema de tokens e revelou o resultado final da escolha da maioria das(os) delegadas(os): a Chapa 21 – Frente em Defesa da Psicologia Brasileira.

Para o pleito foi homologada a inscrição de 2 (duas) chapas concorrentes: a Chapa 21 – Frente em Defesa da Psicologia Brasileira (vencedora da consulta à categoria) e a Chapa 22 – Toda Psicologia: Ética, Plural e Democrática.

(com informações do Conselho Federal de Psicologia)

Comente via Facebook

Comentário(s)